Polícia Civil faz operação para recolher armas dos peritos e causa revolta na categoria

Porto Velho, RO Peritos da Polícia Civil de Rondônia foram surpreendidos na manhã desta quarta-feira (08), por equipes da própria corporação, que  realizaram operação para apreender armas e outros equipamentos que estão em poder de servidores lotados na Polícia Técnica (Politec).

Para o presidente do SINPEC – Sindicato dos Peritos Criminais de Rondônia, Josias Batista da Silva, esta operação foi considerada um ato vexatório para categoria, em razão da omissão do Governo do Estado, do próprio secretário de segurança pública e, também do Ministério Púbico, pois todos foram procurados pela  Entidade buscando a resolução do problema e nada fizeram.

Josias explica que  o impasse se arrasta desde janeiro deste ano, quando a categoria se movimentou para resolvê-lo e ninguém tomou qualquer atitude para sanear a questão.  “Essa a decisão do Supremo de recolher as carteiras e armas, que eles se basearam, teve como alvo a Corporação Policial do Mato Grosso, pois lá os peritos não pertencem ao quadro da Segurança Pública, o que não é o nosso caso”, reclamou.

O presidente do SINPEC diz que em nenhum momento o SIMPEC se descuidou na busca de solução para o caso e que procurou assessoria do governador para tentar uma audiência com o chefe do executivo, mas não teve resposta.

A ação para recolher os armamentos  dos peritos é realizada em todo Estado e conta com apoio de policiais do DEI, CORE, DPE e DEPOM.