Em meio a pandemia, STF quer gastar quase R$ 2 milhões com ‘cortinas motorizadas’

Em meio à pandemia de coronavírus, a falta de recursos causada pelas paralisações e as decisões extremistas de governadores e prefeitos, respaldadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a corte parece ignorar a situação delicada do país.

O STF decidiu abrir licitação que prevê gastos quase R$ 2 milhões na compra de ‘cortinas motorizadas’. Doravante, os senhores ministros não precisarão se esforçar para fechar as cortinas de seus gabinetes.

O valor teto exato da licitação é de incríveis R$ 1.793.432,00. Segundo informações, as novas cortinas irão somar-se às outras 398 que já estão instalados no prédio.

No edital de licitação lançado, consta que os recursos estão previstos no Orçamento Geral da União de 2020 e que as empresas interessadas na licitação têm até o dia 23 deste mês para apresentarem suas propostas.

A assessoria de imprensa do STF afirmou que “trata-se de uma aquisição de material destinado à conclusão da obra de restauração das esquadrias e dos vidros do edifício-sede, cujo planejamento e início de execução foram amplamente divulgados em 2019”.

Fonte: Jornalcidade