SECRETÁRIO DA SAÚDE ESTIMA GASTO DE ATÉ 200 MILHÕES DE REAIS PARA O COMBATE AO COVID-19

Na noite de quinta-feira (23) o secretário da saúde, Fernando Máximo participou do programa Informativo News Rondônia e afirmou que os gastos para o combate ao Covid-19 (Coronavírus) no estado devem girar em torno de 190 a 200 milhões de reais.

O secretário disse que o estado se adiantou comprando os equipamentos de proteção individual antes da contaminação da doença chegar ao Brasil e diante disso, Fernando Máximo confirmou que as unidades pertencentes ao governo do estado não terão a falta desses equipamentos que ajudam no combate ao Covid-19.

Os novos equipamentos que estão sendo adquiridos para ajudar no combate ao Coronavírus não serão desperdiçados e serão utilizados após a pandemia. O secretário disse que o aumento de 4 para 20 pacientes internados por causa do Covid-19 em cinco dias mostrou uma preocupação da Sesau, mas que ainda está tudo controlado.

Indagado sobre os servidores do João Paulo II, o secretário afirmou que o hospital tem 58 casos positivos, 75 casos que testaram negativo, onde os profissionais já voltaram para suas funções, 120 ainda estão afastados do JP e estão sendo feitos 25 exames por dia para os funcionários do hospital.

Fernando Máximo concluiu a entrevista dizendo que o estado tem feito chamamentos para os hospitais que tiveram profissionais afastados por causa do Covid-19. Segundo o secretário, já foram chamados 394 novos profissionais temporários para ajudar no combate ao Coronavírus e os que passaram no concurso não foram chamados devido ao tramite para o profissional começar a exercer a função, que pode demorar dias.

Já os temporários não precisam de todo o tramite para poder começar a exercer a função e por isso eles estão sendo chamados. Mas o secretário disse que após a pandemia os chamamentos para os que passaram no concurso irão ocorrer normalmente.