CRUELDADE: Amputação de dedos, pancada, mãos amarradas para trás e enforcamento: crueldade marcou assassinato de idosos em Colorado

Um detalhe que chamou a atenção, no momento em que os corpos dos dois idosos assassinados em Colorado do Oeste no domingo, 05, eram submetidos à necropsia, em Vilhena, revelou o nível de crueldade de seus assassinos: a dentista Dionelia Giacometti Mai teve dois dedos (polegar e indicador) de cada mão amputados.

Embora a polícia ainda não tenha informações para fazer nenhuma afirmação, tudo indica que a amputação não tenha sido para que os membros fossem usados como “prova de vida”, comum em seqüestros. A principal suspeita é de que os dedos arrancados com violência tenham sido usados para tentar sacar dinheiro em caixa eletrônica usando as digitais da mulher assassinada. Também não há informação se a suposta retirada foi feita em algum banco.

Segundo apurou pelo site, após decepar os dedos da dentista (o que não se sabe se foi feito com ela ainda viva), os assassinos tentaram conter o sangramento com um torniquete feito com arame. A causa da morte dela teria sido enforcamento, com um uso de uma corda fina de náilon.

Já Eldon, que assim como a esposa foi sepultado pelos assassinos, apresentava uma lesão na cabeça, provavelmente provocada por alguma ferramenta, tinha as mãos amarradas nas costas por uma fita isolante e estava amordaçado. Os corpos estavam em estado de putrefação, indicando que o duplo assassinato teria sido cometido ainda no domingo, logo após as vítimas terem sido dominadas por seus inquilinos.

A polícia está interrogando os assassinos e, amanhã, em entrevista coletiva, divulgará o conteúdo do que eles disseram.

Em entrevista ao site, um veterano policial que atuou na busca pelos corpos disse  “em mais de 20 anos na profissão, nunca vi tamanha crueldade”

ABAIXO, NA ÍNTEGRA, O MATERIAL INSTITUCIONAL ENVIADO À IMPRENSA PELA PRF:

A Polícia Rodoviária Federal em Vilhena, em operação integrada com a Polícia Militar e a Polícia Civil do estado de Rondônia, solucionou o desaparecimento de um casal idoso de dentistas, moradores de Colorado do Oeste, registrado no último domingo (05). As provas apontam para um latrocínio (roubo seguido de morte), cometido pelos inquilinos de um imóvel da família. Os executores residiam em uma edícula ao fundo da casa das vítimas.

Nesta madrugada, por volta das 05h00 da manhã, a equipe de plantão da Delegacia PRF de Vilhena (DEL 04), ciente do desaparecimento do casal de idosos, realizava operação de fiscalização com objetivo de encontrar o veículo das vítimas, quando abordou um carro, da mesma cor e modelo, no qual viajavam 03 pessoas (um homem, uma mulher e uma criança). Em consulta aos sistemas policiais, foi identificado que o automóvel estava em nome da senhora desaparecida. Também foi constatado que a passageira adulta tinha um mandado de prisão em seu desfavor, por condenação pelo crime de tráfico de drogas.

Ao tentar explicar a origem do carro, o homem acabou confessando que havia assassinado o casal de idosos e, voluntariamente, conduziu os policiais até o local onde os corpos das vítimas foram ocultados. As motivações, o modo de execução e os demais fatos pertinentes ao crime serão investigados pela Polícia Civil de Rondônia. A criança foi entregue ao conselho tutelar, não sendo exposta à ocorrência nem tendo ciência sobre a situação dos pais.

Fonte: Folha do Sul