UnB expulsa 15 estudantes por fraude em cotas raciais

A Universidade de Brasília (UnB) expulsou 15 estudantes acusados de fraudes no sistema de cotas raciais. A decisão foi assinada nesta segunda-feira (13/7) pela reitora da instituição Márcia Abrahão.
Além dos 15 alunos, outros dois egressos de direito tiveram os diplomas cassados e oito, que já estavam afastados da universidade por outros motivos, tiveram créditos anulados. Quatro dos estudantes expulsos eram de medicina, quatro de direito, três de ciências sociais, um de letras, um de ciências da computação, um de engenharia de software e um de medicina veterinária.

UnB aprova cotas para negros, quilombolas e indígenas na pós-graduação
As medidas são resultado de uma investigação iniciada em 2017. A instituição recebeu a denúncia de fraude no sistema de cotas por parte de 100 estudantes e a administração abriu a sindicância para analisar os casos.

De acordo com a UnB, 73 alunos foram descartados do processo, seja porque tinham direito de fato às cotas raciais, ou porque não tinham se beneficiado dessa reserva de vagas. Outros 28 continuaram na investigação. Todos tiveram direito à ampla defesa.

Trata-se de uma decisão inédita na instituição. A universidade afirma que continua atenta a eventuais casos de fraude.

https://www.correiobraziliense.com.br/