Início Destaques VÍDEO: Guarda invade quarto e leva bailarina do Faustão que é detida...

VÍDEO: Guarda invade quarto e leva bailarina do Faustão que é detida por realizar festa clandestina na pandemia

Agentes invadem festa clandestina em Balneário Camboriú (SC) e prendem bailarina do Faustão. Guarda afirma que ela resistiu à prisão e se negou a encerrar o evento. Defesa da moça contesta

A bailarina do Domingão do Faustão Natacha Horana foi detida em Balneário Camboriú, em Santa Catarina, na noite de ontem. De acordo com sua assessoria de imprensa, ela foi liberada após assinar um termo, e está abalada com a situação.

O comunicado cita um vídeo (assista abaixo) em que ela é vista sendo algemada e levada para um carro da Guarda Municipal, mas nega que se tratasse de uma festa clandestina durante a pandemia. A Guarda cita que ela tentou agredir um agente, resistindo ao fechamento da festa.

“Natacha alugou um apartamento com dois amigos próximos na cidade e os mesmos convidaram cerca de dez pessoas para uma reunião social. Após receber um chamado, guardas municipais invadiram o apartamento juntamente com fiscais municipais, sem que ninguém da casa permitisse o ingresso dos agentes”, diz a defesa da mulher.

“A bailarina estava dentro de seu quarto durante todo o período da reunião e por não estar participando, acreditou que não seria necessário abrir a porta do cômodo em que já estava acomodada. Exaltados e sem paciência para explicação, rapidamente os agentes da Guarda Municipal de Balneário Camboriú, então, arrombaram a porta do cômodo. Deixamos aqui o nosso lamento pela atitude precipitada dos agentes que deveriam causar acalento e acabaram gerando medo invadindo o quarto que uma mulher estava sozinha dentro”, acrescenta o texto.

Natacha nega que tenha tomado atitudes que enquadrem desacato. “De forma arbitrária, os guardas municipais a algemaram e a conduziram à delegacia na viatura da guarda. Em nenhum momento a modelo agrediu física ou verbalmente os agentes, o respeito foi mantido a todo momento pelo lado de Natacha. (…) Natacha está muito abalada por toda esta situação e a repercussão da mesma”.

A Guarda municipal, por sua vez, diz que ela resistiu a cumprir medida administrativa. “Ela resistiu ao término da festa, argumentou e, além disso, tentou agredir uma pessoa que estava fazendo a filmagem, um servidor da prefeitura”.

“Postura inadmissível”

O advogado da modelo, Carlos Felipe Guimarães, afirma que a ação dos agentes foi incorreta e que eles só poderiam agir e entrar sem autorização na residência em caso de flagrante delito.

“Inadmissível a postura dos agentes, pois, não havia situação de flagrante delito que justificasse a invasão do apartamento, bem como detiveram Natacha a força sob fundamentos ilegais, além de os guardas usurparem a função da Polícia Militar, estabelecida na Constituição Federal”, disse o homem.

A prefeitura de Balneário Camboriú já confirmou cinco episódios de fechamento de festas que são consideradas clandestinas durante o período de isolamento social por conta da pandemia do coronavírus.

 

%d blogueiros gostam disto: