Rondônia: Covid-19 se espalha no território indígena Paiter Surui

Lideranças do povo que vive na Terra Indígena Sete de Setembro próxima ao município de Cacoal em Rondônia, pedem ajuda em vídeos e carta à sociedade para enfrentar o espalhamento da doença nas 28 aldeias.

Além das ameaças constantes de invasões, os desmatamentos e queimadas, eles enfrentam agora a pandemia que já infectou mais de 40 indígenas.

Os Surui reclamam como os demais povos indígenas de abandono pelo governo.

CONFIRA O VÍDEO CLICANDO AQUI:

CONFIRA O VÍDEO CLICANDO AQUI:

O protagonista do filme O Ex-Pajé, Perpera, é um dos infectados e o diretor Luiz Bolognesi lamentou nas redes sociais que cultos possam ter provocado tantos contágios e tão rapidamente.

Confira a Carta:

O Povo Paiter Suruí, através desta carta, vem expor a atual situação da comunidade em face do coronavírus que atingiu as aldeias e exigir das autoridades responsáveis medidas urgentes para a contenção da doença e tratamento dos indígenas infectados.

O coronavírus já atingiu a Terra Indígena 7 de Setembro e atualmente existem 41 casos de indígenas que foram infectados, 13 casos de indígenas que permanecem com o vírus ativo e 4 indígenas em estado crítico de saúde que se encontram internados.

Esta situação não é fato isolado do Povo Paiter Suruí, pois várias comunidades indígenas do estado de Rondônia e do Brasil se encontram do mesmo jeito, chegando em Rondônia a 9 óbitos e 304 infectados apenas no polo do DSEI Vilhena.

Apesar da grave situação do Povo Suruí medidas urgentes ainda não foram tomadas para conter o vírus dentro das comunidades e os indígenas em estado grave que correm risco de morte ainda não foram transferidos para a UTI por falta de leitos.

Diante da situação exposta, o Povo Paiter Suruí vem solicitar imediata providencia das autoridades responsáveis:

Instalação de um Hospital de Campanha com UTI para atender os povos indígenas de Rondônia e Mato Grosso atendidas pelos DSEI Porto Velho e Vilhena;
Contratação de mais profissionais de saúde para atenderem nos DSEI e nos postos de saúde indígena dentro das aldeia, com equipamentos e medicamentos necessários para atender os casos de COVID.
Teste para ser feito em todos os indígenas, que apresentem os sintomas de Covid;
Divulgação diária por povo indígenas junto as suas Associações e comunidades.
Criação de um Comitê de Dialago composto por representantes dos povos indígenas, parceiros (ONGS) e profissionais de saúde.
Nos colocamos à disposição para mais informações ou esclarecimentos.
Assinam as lideranças Paiter Surui

Almir Narayamoga Surui
Anine Gaami surui
Naraykokir Surui
Mopiri surui
Agamenon surui
Romero surui
Rubens Naraikoe Surui

Por: Luciana Oliveira

Fonte: Assessoria