Central de Informação aos Migrantes e Refugiados será implantada no Tudo Aqui

A Central de Informação vai ofertar um atendimento bilíngue, para que os usuários tenham acesso a informações de serviços públicos

Por Larina Rosa / Diário da Amazônia

Porto Velho passará a contar nos próximos dias com uma Central de Informação aos Migrantes e Refugiados, no Tudo Aqui da avenida Sete de Setembro.

A equipe da nova Central está recebendo capacitação através da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas) em parceria com a Universidade Federal de Rondônia (Unir), por meio do Programa de Extensão Migração Internacional na Amazônia Brasileira: Linguagem e inserção social de imigrantes em Porto Velho.

A Secretária da Seas, Luana Rocha, destaca que a instalação da Central de Informação era uma das metas da Política de Migração para melhor atender às famílias de migrantes.

A capacitação acontece por videoconferência, com foco no cumprimento dos Direitos Humanos, na acessibilidade linguística e outros princípios fundamentais, pelos professores doutores Marília Lima Pimentel e Geraldo Cotinguiba coordenadores do Programa de Extensão Migração Internacional na Amazônia Brasileira: Linguagem e inserção social de imigrantes.

De acordo com a professora doutora Marília Lima a criação e implementação da Central de Atendimento aos Migrantes e refugiados constitui um marco importantíssimo no âmbito das políticas públicas para essa população e reafirmou que a instalação da Central era esperada desde outras gestões.

“É gratificante ver que estamos alcançando as famílias migrantes que adentram ao nosso Estado. Esse é o nosso maior objetivo”, destacou Luana Rocha.

A Central de Informação aos Migrantes e Refugiados vai funcionar no Prédio do Tudo Aqui no 1º Piso / Foto: Roni Carvalho

CENTRAL DE INFORMAÇÃO

A nova Central de Informação aos Migrantes e Refugiados irá ofertar um atendimento bilíngue, para que os usuários tenham acesso a informações de serviços públicos federais, estaduais e municipais, com encaminhamento para a rede de atendimento aos migrantes e refugiados, que integram os seguintes órgãos: Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), Secretaria Municipal de Assistência Social e Família de Porto Velho-RO, Defensoria Pública da União (DPU), Defensoria Pública Estadual (DPE), Ministério Público do Trabalho (MPT-RO), Ministério Público Estadual (MPE), Polícia Federal (Delegacia de Migração), Cáritas Brasileira, Universidade Federal de Rondônia (em relação à revalidação de cursos de graduação, pós-graduação e outras demandas relacionadas à educação superior), o Instituto Federal de Rondônia (Ifro) e quaisquer outro órgão ou entidade da sociedade civil que venha prestar atendimento aos migrantes e refugiados em Porto Velho.

(Com informações da Secom)