CACOAL: Justiça Eleitoral indefere registro, professor renuncia à candidatura e DC vai deliberar sobre substitutos

O professor Alex Costa, que era candidato a prefeito, renunciou em disputar as eleições municipais em Cacoal após a Justiça Eleitoral indeferir seu registro.

O motivo: inelegibilidade por condenação mantida em decisão colegiada.

A renúncia de Alex foi formalizada nesta terça-feira, 13, após sentença da Juiza Eleitoral Emy Karla Yamamoto Roque, que acatou Ação de Impugnação do Ministério Público por inelegibilidade, haja vista que Alex foi condenado a pena de 02 anos e 08 meses de reclusão pela prática do crime de falsidade ideológica (artigo 350 CE), no município de Pimenta Bueno, condenação mantida em decisão colegiada do Tribunal de Justiça de Rondônia.

Alex, filiado ao Partido Social Democrata Cristão (DC), informou que logo mais à noite haverá uma reunião extraordinária do partido para deliberar se pugna pela substituição dos dois nomes.

Ele explicou que o partido lançou uma nominata puro sangue, e os substitutos, se vierem, deverão ser do mesmo partido. Ele informou que, após o resultado da reunião extraordinária, deverá comunicar a decisão a toda a população, especialmente àqueles que vinham alentando a possibilidade de escolhê-lo como prefeito de Cacoal.

Agora, só três candidatos – que já tiveram as candidaturas deferidas pela Justiça, disputam as eleições a prefeito em Cacoal: Adalton “Fúria” (PSD), Glaucione Rodrigues Neri (MDB) e Mario Moreira “Jabá” (PROS).

Fonte:extraderondonia.