“Coronafest’s”: Delegado da Polícia Civil relata como tem sido movimentação durante decreto de isolamento

Compartilhar
(Foto: Ilustrativa)

O Delegado Regional da Polícia Civil em Vilhena, Fábio Campos, fez um pronunciamento na manhã desta segunda-feira (22 de março) em suas redes sociais do Facebook.

No texto publicado, Fábio comenta um pouco sobre a rotina na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP) da cidade. Segundo o Delegado, as prisões por conta das festas clandestinas realizadas em Vilhena têm sido constantes.

Em geral, de 20 a 50 pessoas são levadas à Delegacia por estarem nessas aglomerações. Muitas vezes, como lembra Fábio, as festinhas são regadas a drogas (festas essas que são frequentadas em sua maior parte por jovens).

“Enquanto isso, pessoas morrendo, comércio fechado, empresários falindo, desemprego aumentando, policiais cada vez mais expostos e o pior, a sociedade continua exposta”, observou Fábio.

O Delegado terminou sua publicação pedindo a todos que mantenham suas cabeças conscientes, e que essa é ‘a hora de segurar a onda’. Ele finalizou sua reflexão declarando: “a vida e a economia dependem disso”.

Compartilhar