Idep inicia aulas de formação profissionalizante para reeducandos matriculados no Pronatec Prisional

Com o objetivo de capacitar reeducandos para proficiência em atividades profissionais no momento pós-cumprimento de pena, o Governo de Rondônia realizou esta semana, de 5 a 8 de outubro, aulas inaugurais em unidades prisionais do Estado, por meio do Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional (Idep). A ação acontece dentro do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec Prisional) do Ministério da Educação (MEC) e Departamento Penitenciário Nacional (Depen/MJSP, por intermédio da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus).

Nessa etapa, os cursos oferecidos são de qualificação profissional com carga horária entre 160 horas e 200 horas, de produtor de olerículas em Rolim de Moura, depilador em Vilhena, horticultor orgânico em Ji-Paraná e manicure e pedicure em Ariquemes, tendo 20 alunos em cada turma.

Durante as aulas inaugurais foram entregues os materiais didáticos, equipamentos de proteção individual, apostilas e insumos para as aulas práticas. Além disso, os reeducandos foram instruídos quanto as ementas da capacitação, normativa do curso, cronograma das aulas e metas a serem alcançadas.

“Essa capacitação acontece de forma presencial, com instrutores selecionados por processo seletivo. Por meio desse conhecimento, eles terão a oportunidade de uma reinserção mais fácil ao mercado de trabalho ou para empreender o próprio negócio”, explica a coordenadora geral do Pronatec em Rondônia e diretora de Escola Técnica Estadual (Etec) do Idep, certificadora dos cursos, Sylvana Ventura.

PRONATEC PRISIONAL

O Pronatec Prisional acontece no âmbito do Programa Novos Caminhos que ajustou os procedimentos da repactuação dos saldos financeiros da iniciativa Bolsa-Formação repassados para atendimento ao Sistema Prisional.

Como instituição ofertante com saldos remanescentes, o Idep realizou a repactuação de cursos de educação profissional com abrangência em 29 unidades prisionais estaduais e federais, em 15 municípios, com 720 vagas em 16 cursos de educação profissional e dentro de sete eixos tecnológicos, conforme Mapa de Demanda homologada pela Sejus.

Os cursos possuem carga horária referenciada no Guia Pronatec de Cursos FIC e os Planos dos Cursos onde estão previstas atividades teóricas e práticas necessárias à aquisição de habilidades e competências requeridas no perfil profissional de conclusão e pelo mundo do trabalho.

O prazo para execução das ofertas é até dezembro de 2023. Para o ano de 2021, são sete turmas com cursos de qualificação profissional, em cinco municípios. Esta semana, o município de Porto Velho inicia as aulas de piscicultor, barbeiro e artesão em bordado à mão.

 Fonte: Secom – Governo de Rondônia

Artigo anteriorCacoal completa 44 anos e amplia safra cafeeira, recupera nascentes e lidera número de captação de órgãos
Próximo artigoFATALIDADE: Mulher morre ao ser atingida por árvore que era derrubada ao lado de estrada