Jaqueline Cassol reforça parceria com o vereador Corazinho e fala sobre ações em favor dos médicos formados no exterior

Compartilhar

Ao cumprimentar o vereador Valdomiro Corá (Corazinho), na Sessão Ordinária desta segunda-feira (5) da Câmara Municipal de Cacoal, a deputada federal Jaqueline Cassol, reforçou a parceria com o parlamentar na luta para contratação dos médicos brasileiros formados no exterior, e falou sobre as ações que estão sendo realizadas em favor dos profissionais.

Na Tribuna da Casa de Leis, a deputada, que reside no município há mais de seis anos e já viabilizou mais de R$ 57 milhões em favor de Cacoal, ressaltou que a necessidade de médicos em todo o estado é evidente nos Postos de Saúde, onde, como bem frisou, os atuais atendem pacientes em quantidade bem acima da média; nos Hospitais; e na realização de cirurgias, especialmente as eletivas que estão suspensas devido a falta destes profissionais.

“A população precisa de médico”, reforçou Jaqueline Cassol.

Corporativismo

Na contramão da necessidade, explanou a deputada, estão os médicos que optam por se formar no exterior porque as famílias não têm condições financeiras de arcar com as despesas de uma universidade no Brasil.

Depois de sofrerem todas as agrulhas possíveis, retomou, infelizmente, ainda se deparam com uma reserva de mercado corporativista em nível nacional que não permite que eles trabalhem no país, incluindo os que já atuaram no Programa Mais Médicos e conhecem a realidade do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Soma-se a tudo isso, o entrave em torno do Revalida, que não tem previsão para realizar uma segunda fase, e teve a primeira concluída ainda em 2016. Enquanto isso, as pessoas morrem nas filas do Hospitais”, lamentou Jaqueline Cassol.

Luz no fim do túnel

A luz no fim do túnel para resolver a questão apontada pela parlamentar pode estar no exemplo da conquista da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, que recentemente, aprovou por unanimidade, um Projeto de Lei autorizando a contratação de médicos formados no exterior. Neste sentido, também citou a autorização feita pela Justiça Federal à algumas cidades do país.

De acordo com Jaqueline Cassol, o assunto já foi tratado na última semana com o atual presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia deputado Alex Redano, em reunião que contou com a presença de alguns médicos formados no exterior. Segundo ela, na ocasião, o chefe da Casa Civil do Governo do Estado Júnior Gonçalves se comprometeu em levar o pleito ao governador Marcos Rocha. “E eu tenho esperança que também possamos ter esta conquista para o nosso estado”, completou.

Cobrança

A elaboração de um Projeto de Lei que trata sobre a legalidade e aceitação do diploma, e agilize a contratação de médicos brasileiros formados no exterior sem a necessidade do Revalida foi cobrada pelo vereador Corazinho na Sessão do último dia 29.

O pedido foi oficializado a toda Bancada Federal que representa o estado em Brasília no dia seguinte. Até o momento, apenas a deputada Jaqueline Cassol respondeu o ofício do parlamentar, e manifestou apoio em parceria com o vereador em favor dos profissionais.

Assessoria do vereador

Compartilhar