Lei que subsidia tarifas vai evitar colapso do transporte coletivo de Porto Velho, diz vereador Fogaça

Compartilhar

A queda na arrecadação pode levar a empresa a rescindir o contrato e contratar outra empresa não será tarefa fácil”, disse Fogaça. 

Assessoria

Porto Velho, RO – O projeto 4144/2021, que autoriza o Município a subsidiar as tarifas dos coletivos urbanos de Porto Velho até dezembro desse ano, foi aprovado hoje pela Câmara Municipal de Porto Velho por 19 votos favoráveis e duas abstenções. O projeto é de autoria do Executivo Municipal e o valor subsidiado será de quase R$ 6 milhões.

“Quando o monopólio das antigas empresas foi quebrado através do distrato do contrato em 2013, Porto Velho passou anos para licitar e fazer um novo contrato, fato que foi muito noticiado na imprensa e de conhecimento da Câmara. A queda na arredacação pode levar a empresa a rescindir o contrato e contratar outra empresa não será tarefa fácil”, disse Fogaça.

Segundo o vereador, a Associação Nacional das Empresas de Transportes, a pandemia levou ao agravamento de 30% da demanda de passageiros nas principais cidades do País e, em Porto Velho a situação não é diferente. “Há estudos no setor divulgados no ano passado que indicam que a pandemia afetou aproximadamente 80 milhões de passageiros de baixa renda em todo o País”, ressaltou.

Pelo projeto que foi aprovado hoje, a tarifa no mês de abril será gratuita e custará n os meses posteriores R$ 1 de maio a julho de 2021; R$ 2 de agosto a outubro de 2021 e R$ 3 novembro a dezembro de 2021.

Compartilhar