Novo salário mínimo vai alterar valores dos benefícios em 2022

Todo ano, o Governo Federal reajusta o valor do salário mínimo. Foi enviado ao Congresso Nacional um Projeto da Lei Orçamentária da União (PLOA) no qual contém a previsão do salário mínimo de 2022 para R$ 1.169, R$ 22 mais alto que o valor de R$ 1.147 aprovado na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

O reajuste salarial não só impacta a verba destinada aos trabalhadores, mas também os beneficiários do INSS que recebem pensões, aposentadorias e o BPC. As contribuições também são corrigidas, pois são baseadas no valor do salário mínimo.

A correção do salário mínimo é prevista em lei e tem como objetivo manter o poder de compra dos cidadãos. Segundo a expectativa do Governo Federal, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), medidor de inflação, deve fechar o ano em 6,2%.

Abonos do INSS sofrerão reajustes
Os benefícios destinados aos aposentados, pensionistas e outros segurados terão seus valores todos alterados.

O Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC) deve aumentar para R$ 1.169, equivalente ao novo piso. Além disso, a faixa de entrada no projeto também será elevada, passando de R$ R$ 275 por pessoa para até R$ 292,25.

No que se refere às aposentadorias e pensões superiores a um salário mínimo, a correção é realizada com base no INCP, também estimado em 6,2% para este ano. Caso as previsões sejam confirmadas, os segurados poderão receber até R$ 6.832,45 a partir de janeiro de 2022.

Apesar de não ser um grande reajuste, já ajuda um pouco na renda familiar. Resta aguardar agora a posição do Congresso Nacional oficializando o valor do novo mínimo.

Fonte: jornalcontabil

Artigo anteriorCORTES NO ROSTO: Dona de casa é atacada a golpes de faca ao cobrar pensão de ex-marido
Próximo artigoEx-jogador sequestrado é encontrado morto em mata